Poesias do Povo

Artista: Zé Brown
Disco: Poesias do Povo
Selo: Yb
Ano: 2018

Um dos pioneiros na mistura de rap com repente, coco e embolada, o músico pernambucano Zé Brown também é conhecido por ter ajudado a criar, em 1988, o grupo Faces do Subúrbio. Nos últimos anos, Zé Brown se dedicou à pesquisa de culturas regionais para compor as músicas do álbum “Poesias do Povo”. Gravado no estúdio Medusa em São Paulo, com direção musical de Janja Gomes (filho do percussionista João Parahyba), o disco apresenta uma síntese do diálogo que Zé Bown vem propondo entre o hip-hop e a cultura popular brasileira, a metrópole e o agreste, o interiorano e o urbano.

Faixas
1. Vou Imbolá (feat. Jéssica Menezes) 2. Caco de Vidro (feat. Simone Essi) 3. Mais um Mandamento (feat. João Parahyba) 4. Teatro de Deus (feat. Terno Quente) 5. Quem Tem Coragem (feat. Maciel Melo) 6. Não Maltrate (feat. Alessandra Leão, Rafa Nepomuceno & Caçapa) 7. Embolada e Pensamento 8. Chegou a Hora 9. Nunca Subestime 10. Soulhiphop (feat. MC Jack) 11. Butadas (feat. Caju & Castanha) 12. Sobrevivência 13. Coco do P 14. Sertão Velho Sertão

iTunes
https://itunes.apple.com/us/album/poesias-do-povo/1444308753

Spotify
https://open.spotify.com/album/7eqzrldP8M79XnzoxH4sNi

Deezer
https://www.deezer.com/us/album/79986362

Contaminando Responsabilidade Social

Artista: Viruz
Disco: Contaminando Responsabilidade Social
Selo: Independente
Ano: 2017

A Viruz é uma banda de rock que tem como referência o hip hop tradicional, mesclando-o com outros elementos da cultura local e internacional, e está voltada para as tradições culturais do Nordeste ao enfocar em suas letras as mensagens deixadas por nossa realidade social. Mergulha também nas possibilidades de renovação sonora, experimentando a fusão com elementos da música eletrônica e de outras tradições.

Faixas
1. A Música 2. Ladrão Sofisticado 3. Deforma Agrária 4. Bala de Prata 5. Ôxe 6. Na Cara - É Como Bala 7. Sistema de Vida 8. Jogo do Poder 9. Aumentando Tudo 10. País do Abandono 11. Último Anti Cristo 12. Pego o Microfone

iTunes
https://geo.itunes.apple.com/br/album/id1291010608?at=1000lpDm&mt=1&app=music

Spotify
http://open.spotify.com/album/5YQIuuvVBqXW1c4edzpriS

Deezer
http://www.deezer.com/album/48215902

RGB

Artista: Jr Black
Disco: RGB
Selo: Joinha Records
Ano: 2010

Jr. Black, natural da cidade de Garanhuns, é cantor e compositor. Começou a carreira, em 2001, como vocalista da banda recifense Negroove, onde permaneceu até 2007, ano em que o grupo encerrou as atividades. Com um timbre vocal marcante, consegue imprimir seu estilo em qualquer música que interprete. Seu disco solo possui parcerias artísticas com China, Mombojó, Hugo Gila, Renato Da Mata, entre outros. //// Born in the city of Garanhuns, in the state of Pernambuco, Black is a singer and songwriter. His career began in 2001, as the lead singer of the band Negroove, originated in Recife, where he remained until 2007, when the group came to an end. With a remarkable vocal timbre, he imprints his style into any music he sings. His solo album features guest appearances from China, Mombojó, Hugo Gila, Renato Da Mata, among others.

Faixas
1. RGB 2. Sha-layam! 3. Iceman 4. Batida de Mocotó 5. Uzumaki Girl 6. Rampa 7. Dança Bonito 8. Muito Além do Cenozóico 9. Last Night Jesus Came into My Kitchen 10. You Find Me 11. O Bucólico Passeio da Rua Acre

iTunes
https://itunes.apple.com/br/album/rgb/491270336

Spotify
https://open.spotify.com/album/6uE95IGB1YFhpY1Xs78kKE

Deezer
https://www.deezer.com/en/album/6490521

Réquiem

Artista: Diomedes Chinaski
Disco: Réquiem
Selo: Independente
Ano: 2015

Um dos mais novos expoentes do Rap pernambucano e respeitado por grandes nomes do cenário nacional, Réquiem é o primeiro álbum do pernambucano de Jardim Paulista Baixo (Paulista/PE) Diomedes Chinaski, onde procura expurgar sua revolta e crítica social através de novas batidas. //// Raised in Jardim São Paulo Baixo (a lower middle-class neighborhood in the city of Recife), Diomedes Chinaski is one of the newest exponents of the rap music from Pernambuco state, who has already gained the respect of big-name performers nationwide. In Réquiem (Requiem), Chinaski’s debut album, he expresses his revolt and social criticism through new beats.

Faixas
1. Intro 2. La Vita É Bella 3. Geração Sombria 4. Hermes - feat. Marcelo Ferreira 5. Malditos Sacerdotes - feat. Anubs e RasTarcisio 6. Até Eternamente - feat. Bighead e Zaca de Chagas 7. Elas Também Gostam Delas - feat. Zaca de Chagas 8. Reconstrução - feat. Erica Natuza 9. Senhora X

iTunes

Spotify
https://open.spotify.com/album/4prye0ZPTfcHO2rNpQWYnG?si=mpo5ItesRiOd31Bd4n0HDQ

Deezer
https://www.deezer.com/br/album/11658964

Canto da Revolução

Artista: Doralyce
Disco: Canto da Revolução
Selo: Independente
Ano: 2017

Olindense radicada no Rio de Janeiro, Doralyce, em Canto da Revolução, seu primeiro disco, traz o encontro de ritmos como o coco, afoxé e maracatu com o Funk carioca e o Rap. Unindo tradições e rituais afrobrasileiros com a música brasileira contemporânea. /// Canto da Revolução (Revolution Song), Doralyce’s debut album, mixes rhythms such as coco*, afoxé** and maracatu*** with genres like the funk and rap produced in the city of Rio de Janeiro. The singer, who was born and raised in Olinda (Pernambuco), but now lives in Rio, thus managed to fuse contemporary Brazilian music and Afro-Brazilian traditions and rituals. * African-influenced music rhythm and dance popular in the Northeast. ** Afro-Brazilian music genre originated in the states of Pernambuco and Bahia. It is considered a secular version of the spiritual practice of the Candomblé. *** Afro-Brazilian performance genre mostly found in the state of Pernambuco.

Faixas
1. Cabocla 2. Exu ou Yeshua 3. O Ferro 4. A Democracia 5. Canto da Revolução 6. Miss Beleza Universal 7. Bota o cavalo 8. Se For Rezar

iTunes
https://itunes.apple.com/us/album/canto-da-revolu%C3%A7%C3%A3o/1329996503

Spotify
https://open.spotify.com/album/4whKrsVlXxlhANo2FNwjr6?si=6TigtTSqSmSBct7pRfuFSg

Deezer
https://www.deezer.com/en/album/54139012