Poesias do Povo

Artista: Zé Brown
Disco: Poesias do Povo
Selo: Yb
Ano: 2018

Um dos pioneiros na mistura de rap com repente, coco e embolada, o músico pernambucano Zé Brown também é conhecido por ter ajudado a criar, em 1988, o grupo Faces do Subúrbio. Nos últimos anos, Zé Brown se dedicou à pesquisa de culturas regionais para compor as músicas do álbum “Poesias do Povo”. Gravado no estúdio Medusa em São Paulo, com direção musical de Janja Gomes (filho do percussionista João Parahyba), o disco apresenta uma síntese do diálogo que Zé Bown vem propondo entre o hip-hop e a cultura popular brasileira, a metrópole e o agreste, o interiorano e o urbano.

Faixas
1. Vou Imbolá (feat. Jéssica Menezes) 2. Caco de Vidro (feat. Simone Essi) 3. Mais um Mandamento (feat. João Parahyba) 4. Teatro de Deus (feat. Terno Quente) 5. Quem Tem Coragem (feat. Maciel Melo) 6. Não Maltrate (feat. Alessandra Leão, Rafa Nepomuceno & Caçapa) 7. Embolada e Pensamento 8. Chegou a Hora 9. Nunca Subestime 10. Soulhiphop (feat. MC Jack) 11. Butadas (feat. Caju & Castanha) 12. Sobrevivência 13. Coco do P 14. Sertão Velho Sertão

iTunes
https://itunes.apple.com/us/album/poesias-do-povo/1444308753

Spotify
https://open.spotify.com/album/7eqzrldP8M79XnzoxH4sNi

Deezer
https://www.deezer.com/us/album/79986362

Cabeça Feita

Artista: Silvério Pessoa
Disco: Cabeça Feita
Selo: Independente
Ano: 2015

"Cabeça Feita" é um projeto de Silvério Pessoa cantando Jackson do Pandeiro. O álbum traz quinze canções do Rei do Ritmo registradas com fidelidade à atmosfera dos antigos estúdios. O gene de Jackson do Pandeiro está presente no canto de Silvério Pessoa desde o começo de tudo, como uma camada a mais da música da Zona da Mata nordestina. A escolha das canções contempla os lados A e os lados B de tantos discos da discografia do mestre. Clássicos interpretados por Silvério e seus músicos, valorizando as melodias, os graves, o jeito elástico de escandir os verbos.

Faixas
1. Cabeça Feita 2. Pot-Pourri: Rosa / Cajueiro / Forró em Limoeiro / Cabo Tenório 3. Coco Social 4. 1x1 5. A Ordem É Samba 6. Pot-Pourri: Secretária do Diabo / Vou Sambalançar / Samba do Ziriguidum 7. Peneirou Gavião 8. Mãe Maria 9. Pot-Pourri: Vou de Tutano / Xote de Copacabana / Xarope de Amendoim 10. Quadro Negro 11. Mané Gardino 12. Coração Bateu 13. Balançaram a Roseira 14. Casaca de Couro 15. Boa Noite

iTunes
https://geo.itunes.apple.com/br/album/id986812617?at=1000lpDm&mt=1&app=music

Spotify
http://open.spotify.com/album/5k4o55kfxvv5byv3gTb1gC

Deezer
http://www.deezer.com/album/10143248

Não me peçam jamais que eu dê de graça tudo aquilo que eu tenho pra vender

Artista: Herbert Lucena
Disco: Não me peçam jamais que eu dê de graça tudo aquilo que eu tenho pra vender
Selo: Independente
Ano: 2012

Segundo CD solo do pernambucano Herbert Lucena. Com esse trabalho ele foi vencedor de três categorias no 23º "Prêmio da Música Brasileira" (2012): Melhor Disco Regional, Melhor Cantor Regional e Melhor Projeto Gráfico. //// Herbert Lucena's second solo album earned him three awards from the 23rd "Prêmio da Música Brasileira" (Brazilian Music Awards): Best Regional Album, Best Regional Singer and Best Graphic Design.

Faixas
1- Não me peçam jamais que eu dê de graça tudo aquilo que eu tenho pra vender (parte 1) 2- Coco viajado 3- Isso é samba de coco 4- Olhar do sertão 5- Boi cara de pau 6- Desafio do rio 7- Rei violeiro 8- Casinha festeira 9- Não venha me chatear 10- Bom de balançar 11- Aprenda minha loa 12 - Coco agrestino 13- Coco no Alto do Moura 14- Como é que se faz um coco 15 - Não me peçam jamais que eu dê de graça tudo aquilo que eu tenho pra vender (parte 2)

iTunes
https://itunes.apple.com/bn/album/n%C3%A3o-me-pe%C3%A7am-jamais-que-eu-d%C3%AA-gra%C3%A7a-tudo-aquilo-que/895176007

Spotify
https://open.spotify.com/album/0ZeIIsNL7wmIOEXter6xh0

Deezer
https://www.deezer.com/en/album/8057206

Histórias que andei

Artista: Mestre Galo Preto
Disco: Histórias que andei
Selo: YB
Ano: 2016

Aos 82 anos e 72 de carreira, Mestre Galo Preto realizou o sonho de gravar seu primeiro CD solo, Histórias que Andei, contemplado pelo programa Rumos 2015-2016. Cantador, repentista, coquista (cantador de coco) e embolador, foi reconhecido em 2011 como Patrimônio Vivo de Pernambuco.

Faixas
01- Bate o pandeiro 02- Recife, Olinda 03- Boi ladrão 04- Aruvalhado 05- Cachorro corredor 06- Ararão 07- Pernambucana 08- Pitó / A pinta 09- Coco de mandin ga 10- Lembrança da mocidade / Oh Bia, oh Bia 11- Castainho / Vento abalou

iTunes
https://itunes.apple.com/us/album/hist%C3%B3rias-que-andei/1180090325

Spotify
https://open.spotify.com/album/3wqDz9tk9E4XUGlZv2YsoY

Deezer
https://www.deezer.com/en/album/14656054

Canto da Revolução

Artista: Doralyce
Disco: Canto da Revolução
Selo: Independente
Ano: 2017

Olindense radicada no Rio de Janeiro, Doralyce, em Canto da Revolução, seu primeiro disco, traz o encontro de ritmos como o coco, afoxé e maracatu com o Funk carioca e o Rap. Unindo tradições e rituais afrobrasileiros com a música brasileira contemporânea. /// Canto da Revolução (Revolution Song), Doralyce’s debut album, mixes rhythms such as coco*, afoxé** and maracatu*** with genres like the funk and rap produced in the city of Rio de Janeiro. The singer, who was born and raised in Olinda (Pernambuco), but now lives in Rio, thus managed to fuse contemporary Brazilian music and Afro-Brazilian traditions and rituals. * African-influenced music rhythm and dance popular in the Northeast. ** Afro-Brazilian music genre originated in the states of Pernambuco and Bahia. It is considered a secular version of the spiritual practice of the Candomblé. *** Afro-Brazilian performance genre mostly found in the state of Pernambuco.

Faixas
1. Cabocla 2. Exu ou Yeshua 3. O Ferro 4. A Democracia 5. Canto da Revolução 6. Miss Beleza Universal 7. Bota o cavalo 8. Se For Rezar

iTunes
https://itunes.apple.com/us/album/canto-da-revolu%C3%A7%C3%A3o/1329996503

Spotify
https://open.spotify.com/album/4whKrsVlXxlhANo2FNwjr6?si=6TigtTSqSmSBct7pRfuFSg

Deezer
https://www.deezer.com/en/album/54139012